· ·

Açorda alentejana há só uma, "a clássica", a tradicional "açorda de alho". Silva Picão referia-se a ela desta maneira: "O almoço consta ordinariamente de açorda com azeitonas. Da clássica açorda alentejana, cujo caldo o abegão prepara num instante, lançando a água a ferver sobre os barranhões, onde o cozinheiro depôs os temperos -- azeite e sal picado com alho, poejos ou coentros e pimentão. (...) Em seguida, cada qual puxa da navalha e todos passam a migar o pão para os alguidares, até mais lhe não caber". (Silva Picão, Através dos Campos).
Na açorda à alentejana, a "açorda de alho", os ingredientes são: coentros e/ou poejos alho e sal; azeite, água e pão. Partem-se os coentros e os poejos, picam-se os alhos e vão a pisar com sal num almofariz. Junta-se a mistura e o azeite num recipiente, liga-se tudo com uma colher. Ferve-se água onde podem cozer ovos (ou escalfar), pescada ou bacalhau para acompanhar, e deita-se no recipiente com a mistura. Por fim deitam-se sopas de pão duro previamente fatiadas.