· ·

Os representantes extremenhos foram unânimes em concordar que o Dia de Portugal traduz uma data histórica nas relações transfronteiriças, havendo um “antes” e um “depois” do 10 de Junho de 2013. Isto é, há hoje um definitivo “estreitar” de laços, sobretudo entre o Alentejo e a Extremadura, tendo José Antonio Monago sublinhado que “este caminho é irreversível. Hoje estivemos em Elvas com muita alegria, porque temos tanto em comum e são tantos os laços que nos unem. É tempo de todos perceberem isso”, referiu.